Investimento em cotas de franquias do Grupo 10x? Saiba o que eles não te contam


DISCLAIMER

As informações e análises sobre o mercado e produtos financeiros, assim como todos os estudos gráficos e fundamentalistas, refletem apenas a(s) opinião(ões) do(s) autor(es) no momento em que são publicadas, podendo ainda ser revistas ou alteradas.

As publicações tem caráter educacional e informativo e em nenhuma ocasião devem ser interpretadas como recomendações de compra, manutenção ou de venda de ativos financeiros, cabendo estas decisões aos usuários das informações por sua própria conta, entendendo os riscos envolvidos em operações no mercado financeiro, e isentando-se os autores dos artigos e análises de quaisquer responsabilidades sobre possíveis perdas ou prejuízos decorrentes.

Os autores dos artigos e análises também podem estar posicionados tanto comprados quanto vendidos nos ativos financeiros citados nesse site.


Recentemente estão sendo veiculadas nas redes sociais, principalmente Instagram e Facebook, uma publicidade do “Cotas de Franquias” ou “Cotas de Empresas” oferecendo retornos bem acima de outros investimentos mais tradicionais. Se trata de investimentos em cotas ou participações em franquias.

Fato que investimentos em negócios realmente podem trazer bons retornos no decorrer do tempo e acima dos investimentos tradicionais. No entanto, eu fui atrás e entrei em contato com o “Cotas de Franquias”, sendo atendido por um representante do Grupo 10x, que é quem está por trás das operações. E pude perceber alguns aspetos da “oportunidade” oferecida que eles não te contam ou te apresentam de modos um tanto questionáveis.

Indo direto ao assunto, me foi oferecida uma participação inicial de 4,9% em uma unidade de franquia da Laser Fast, uma das empresas do grupo e que é um negócio do ramo de estética e depilação por R$ 59 mil, com a promessa de retornos mensais sobre o lucro da unidade, proporcionais à minha participação, e possível ganho de capital futuro de 5 a 10 vezes sobre o aporte inicial realizado com a venda para um fundo de investimento ou a realização de uma abertura de capital na bolsa de valores.

A grande questão, no entanto, é que no material divulgado pelo Grupo 10x consta que cada unidade do negócio pode ter um lucro líquido mensal de R$ 60 mil. O que daria um retorno aproximado de R$ 3 mil ou de 4,98% ao mês para o investidor sobre o capital investido.

Dependendo da região onde a unidade for instalada esse lucro líquido é algo factível. Porém, eles esperam abrir 250 lojas Laser Fast em todo o país e para essa quantidade de lojas é de se esperar que boa parte delas não terão o mesmo público e o lucro líquido, nesse caso, pode ser então bem inferior.

Supondo que a sua unidade Laser Fast gere em média R$ 30 mil de lucro líquido ao mês, multiplicando pela sua participação de 4,9% na unidade, isso irá te render R$ 1.470 ou 2,49% de retorno mensal. Ainda é um bom retorno e, os lucros se mantendo constantes, você levará 3 anos e 4 meses, aproximadamente, para recuperar o valor investido de R$ 59 mil.

Se o lucro líquido médio mensal da unidade for de R$ 20 mil, você terá um retorno médio de R$ 980 ou de 1,66% ao mês e levará 5 anos, aproximados, para recuperar o valor investido inicialmente.

Esses exemplos ainda apresentam bons retornos frente a investimentos tradicionais. Porém, se acontecer da unidade franqueada ter um lucro líquido médio mensal abaixo de R$ 5.765,77, o retorno desse investimento já perderá para aqueles que rendem 100% do CDI atual, por exemplo.

Mais uma vez repito, é possível uma clínica de depilação a laser lucrar (Veja bem, lucrar e não faturar. Lucro é diferente de faturamento) R$ 60 mil por mês? Sim, é possível em algumas unidades, mas em 250 espalhadas por todo o país e onde nem todas as regiões oferecerem as mesmas condições eu não acho algo factível para todas as unidades. Por isso faço tanta consideração sobre a rentabilidade que pode ocorrer ou ser obtida nesse investimento em cotas do Grupo 10x.

Mas esse não é de longe o maior problema que enxerguei. O grande problema desse investimento em cotas de franquias que o Grupo 10x oferece atualmente é que ele não tem liquidez para você se desfazer do investimento quando quiser e recuperar o capital investido. Por isso mencionei anteriormente, nos exemplos, o tempo necessário até você recuperar o valor que você alocou ao investimento.

Quanto à isso, o Grupo 10x menciona em seu material que pretende vender a Laser Fast no futuro por R$ 2 bilhões para um fundo de investimento ou abrir o seu capital na bolsa de valores, sendo esse valor distribuído aos acionistas ou investidores que adquiriram as cotas da franquia. Ou seja, estão divulgando que cada unidade sairá por R$ 8 milhões!

Sejamos razoáveis neste ponto e analisemos se 250 clínicas de depilação a laser podem mesmo chegar a valer R$ 8 milhões cada num intervalo de 10 anos, por exemplo. Pouco sensato, não? Aqui ainda faço questão de lembrar a você investidor que quem coloca o preço de uma empresa para entrada na bolsa de valores é o mercado. Pode-se tentar definir o preço do IPO, mas se o mercado discordar do preço a empresa não estreia na bolsa de valores.

Além disso, o valor atual de precificação de cada unidade da Laser Fast está em aproximadamente R$ 1,2 milhão. Fazendo uma conta simples, considerando que cada unidade terá pelo menos 20 sócios, cada um com uma participação de 4,9% sobre a unidade e que cada participação de 4,9% custa R$ 59 mil, 20 x R$ 59 mil = R$ 1.180.000,00.

Novamente peço que sejamos razoáveis. Hoje pode-se montar facilmente uma clínica de depilação a laser com valores muito inferiores a R$ 1.180.000,00, que é o que o Grupo 10x está cobrando por unidade franqueada aos seus cotistas. E ainda sobrará dinheiro para contratar um artista global para realizar o marketing da sua clínica.

Finalizando a análise, digo que esse, definitivamente, pode não ser um bom negócio para você investidor que quer rentabilizar o seu dinheiro. É sim um bom negócio para o Grupo 10x e para o apresentador e ator Márcio Garcia, que se juntou ao grupo nesse empreendimento em troca de uma sociedade e de utilização da sua imagem para a divulgação do mesmo.


Marcos Nonaka é graduado em Controladoria e Finanças pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, investidor entusiasta desde 2002 no mercado financeiro e autor de artigos de educação e de conhecimento sobre finanças.

www.twitter.com/marcosnonaka twitter logo 35x35

Clique aqui para participar dos grupos sobre finanças no WhatsApp whatsapp logo 40x40 
e no Telegram telegram logo 35x35.

C&F logo chanfrado 35x35Saiba aqui em que acreditamos

Saiba mais sobre este site (Disclaimer)

13 comentários

  1. Excelente análise para ajudar a abrir o olho, porém alguns apontamentos são lógicos como por exemplo quando vc vira a liquidez. Óbvio q quem investe em uma cota de franquia sabe q o dinheiro está investido fisicamente e não tem com ter liquidez e quando vc fala q se pode montar com muito menos. Ora quem tem 59 mil pra ficar parado em um investimento com bom retorno mensal não necessariamente teria 300 ou 400 mil pra abrir algo similar ao q imagino ser uma fast laser… Então eu, leigo, creio q é um bom investimento visto o retorno. Quanto aos valores de bilhões, bolsa, isso eh especulação e não deve ser considerado. Creio eu.
    Obrigado pelo espaço de opiniões e lembro q gostei muito de seu texto!

    1. Obrigado, Leonardo. Lembro que apenas compartilhei a minha visão sobre o investimento no momento em que escrevia a publicação.

      Sobre os valores mencionados referentes à possível venda futura para um fundo de investimento ou realização de um IPO, analisei os próprios números divulgados pela “franquia” em seu material de captação e concordo com você no tocante a especulação. Como eu disse no artigo, quem define o preço é o mercado.

      Na questão da liquidez, chamo a atenção pois nem todos possuem o mesmo conhecimento ou entendimento quanto aos investimentos. Você pode ter uma compreensão maior, como observo, mas muitos sequer ouviram falar sobre este conceito e esperam que possam reaver o dinheiro aplicado a qualquer momento. O que não é o caso do investimento em cotas de franquias.

      Aproveito para fazer uma ponderação diante do momento em que estamos vivendo com quedas acentuadas na taxa básica de juros da economia, que torna mais atrativo esse tipo de investimento. No entanto, o cenário atual também mostra outro problema perante as crises econômicas. Nessa, ocasionada pela pandemia de coronavírus, por exemplo, há a restrição de mobilidade juntamente com o fechamento das atividades não essenciais. Como será o retorno para o investidor quando não há dinheiro entrando na empresa, mas apenas despesas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.