Comentário: O pessimismo surge também em outros mercados e pode ter impactos no Brasil

35363306_557369667990809_6375477865391063040_n

“Previsões de analistas do Goldman Sachs sugerem que o crescimento da economia americana atingirá o topo de +- 4% a.a, agora no segundo trimestre de 2018, para logo após começar a desacelerar lentamente ao longo de 2019, em direção a taxa média de crescimento de 1,8% a.a. Estimaram, também, que a probabilidade de ocorrência de uma recessão nos próximos 3 anos subiu para 32%. Com as bolsas dos principais países próximas a topos históricos, o risco de uma recessão mais rápida e profunda, motivada por choques externos, começa o tirar o sono dos analistas.”

Créditos: Mercado em Pauta

Analisando os índices das duas maiores bolsas norte americanas, Nasdaq e NYSE, é possível perceber que o movimento de formação de novo topo histórico seguido de lateralização observado na bolsa brasileira, desde janeiro deste ano, também ocorreu nos EUA. O fenômeno pode ser observado nos gráficos abaixo (clique nas imagens para ampliar).

nasdaq

nyse

ibov

Esse fato demonstra que a indecisão e receio por parte dos investidores não é um fenômeno isolado da bolsa brasileira. Por aqui, o cenário é agravado pelas perspectivas incertas quanto ao futuro da economia e pelo ambiente político com as eleições. O fato, é que, além dos problemas internos, a nossa bolsa ainda é muito influenciada pelas bolsas norte americanas. Se há temor por lá, o mesmo deve ter impacto por aqui.

É preciso ter atenção.


Marcos Nonaka é graduado em Controladoria e Finanças pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG e investidor entusiasta desde 2002 no mercado financeiro.

www.twitter.com/marcosnonaka twitter logo 35x35

Clique aqui para participar dos grupos sobre finanças no WhatsApp whatsapp logo 40x40 e no Telegram telegram logo 35x35.

C&F logo chanfrado 35x35Saiba aqui em que acreditamos
Saiba mais sobre este site (Disclaimer)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.