Análise de fechamento do Ibovespa em 13/05/2019: Padrão diamante

Antes da leitura desse artigo, reforçamos que o mesmo reflete apenas a(s) opinião(ões) do(s) autor(es) e que em nenhum momento ela(s) representa(m) uma recomendação de compra, venda ou manutenção em carteira do(s) ativo(s) mencionado(s). Ao prosseguir com a leitura, você entende e reconhece o(s) risco(s) envolvido(s) no mercado financeiro e que o(s) autor(es) pode(m) estar posicionado(s) no(s) ativo(s). Também afirma que tomou conhecimento e concorda com o nosso Disclaimer, que pode ser acessado aqui.


Há alguns dias tenho desenhado no gráfico o padrão diamante que veio se formando no Ibovespa. O diamante é um padrão da análise gráfica clássica e de reversão de tendência. No caso, o Ibovespa vem de uma tendência de alta desde o início de 2016 com continuidade na corrida eleitoral do ano passado.

Nesse período, o Ibovespa já ultrapassou a marca dos 100 mil pontos sem conseguir mantê-la por muito tempo. Observamos então a formação de um primeiro padrão de alargamento ou triângulo invertido, que, por si só, já é um padrão de reversão de tendência. E o que vimos em seguida, no entanto, foi a formação de um triângulo simétrico originando o padrão diamante.

Para traçar o alvo desse padrão pegamos a diferença entre o vértice mais alto e o vértice mais baixo e posicionamos a partir do ponto de rompimento. Como vemos no gráfico, houve hoje um rompimento para baixo. Portanto, o alvo se localizará um pouco abaixo da região dos 85 mil pontos do Ibovespa.

É um objetivo factível contudo nem tão fácil de ser atingido, pois o fechamento de hoje ocorreu bem em cima da parte inferior de um canal de baixa que vem desde janeiro deste ano. Podendo haver, portanto, alguma correção já que estamos também numa região de suporte horizontal, que costuma ser uma região importante de compra, na região dos 91500 pontos.

Seria até interessante uma correção nesse momento, pois abriria a possibilidade de um pull back no diamante. E durante a trajetória até o objetivo da figura teremos ainda a média móvel aritmética de 200 períodos (MMA200), que também costuma ser uma região importante de (suporte nesse caso) suporte ou resistência.


Marcos Nonaka é graduado em Controladoria e Finanças pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, investidor entusiasta desde 2002 no mercado financeiro e autor de artigos de educação e de conhecimento sobre finanças.

www.twitter.com/marcosnonaka twitter logo 35x35

Clique aqui para participar dos grupos sobre finanças no WhatsApp whatsapp logo 40x40 
e no Telegram telegram logo 35x35.

C&F logo chanfrado 35x35Saiba aqui em que acreditamos

Saiba mais sobre este site (Disclaimer)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.